top of page

First call

Project 26

Forest restoration models: generating income, reducing deforestation and valuing forest remnants for family farmers and Amazonian indigenous communities

Summary

Os sistemas agroflorestais (SAFs) são conhecidos por suas múltiplas funções e serviços: conservação da biodiversidade, sequestro de carbono, adaptação e mitigação das mudanças climáticas, restauração de ecossistemas degradados e ferramentas para o desenvolvimento rural. No entanto, existem muitos obstáculos econômicos, sociais e de pesquisa, para seus potenciais serem realizados. Múltiplos fatores influenciam a adoção e o destino final dos SAFs, incluindo os custos de implantação e manutenção, o comportamento dos mercados nacionais e internacionais, as políticas públicas, as preferências sociais ou culturais, e a aptidão ecológica das espécies usadas. O presente projeto propõe um conjunto de ações de pesquisas básicas e aplicadas e de extensão que culminarão com o desenvolvimento de modelos regionais de sistemas de produção capazes de contribuir para a recuperação de áreas degradadas e antropizadas, atendendo não somente produtores cujas propriedades apresentem passivos ambientais conforme indicado no Código Florestal, mas também populações tradicionais da Amazônia. Um dos objetivos do projeto é fortalecer os laços entre estas equipes e acelerar o intercâmbio de informações e geração de modelos agroflorestais adaptados às realidades locais. O foco geográfico de atuação conjunta das 3 equipes será na região da divisa entre os três estados (AMACRO) onde modelos de restauração de áreas degradadas serão testadas. Serão implantados SAF’s, visando aumentar a renda dos produtores a curto, médio e longo prazo e ao mesmo tempo recuperar as áreas degradadas. Avaliando quais modelos otimizam melhor os fatores econômicos e ecológicos. Utilizaremos espécies de interesse dos produtores compatíveis com a realidade local. Além de espécies florestais com potencial econômico madeireiro e não madeireiro, especialmente com o uso de espécies frutíferas não convencionais.


Temas 

Restauração Florestal, Desmatamento, Agricultura, Saberes Tradicionais


Abrangência Territorial

Terra Indígena Andirá-Marau, Sateré-Mawé, Coari, Codajás, Boca do Acre, no Amazonas; região Leste do Acre e Fazenda Experimental Catuaba e Rondônia


Pesquisadores Responsáveis 

Acre: Evandro José Linhares Ferreira / Núcleo de Pesquisas no Acre (NAPAC/INPA)

Rondônia: Raimundo Cajueiro Leandro / Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA/RO)

Amazonas: Sonia Sena Alfaia / Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA)


Recursos Investidos

R$ 659.991,33



bottom of page